About G. Minarelli

Louco o suficiente para ser sério.<br /><br />CGEIT, CISM, CRISC, ITILExpert, ISO27001LA - Professional Service for Enterprise changes &amp; Strategic management programs in the field of Enterprise Governance, Risk &amp; Compliance.

Public Notes


Recent Activity

  • G. shared from O Eu e o Inconsciente Vol. 7/2 (Portuguese Edition) by C G Jung
    processo mediante o qual um homem se torna o ser único que de fato é. Com isto, não se torna “egoísta”, no sentido usual da palavra, mas procura realizar a peculiaridade do seu ser e isto, como dissemos, é totalmente diferente do egoísmo ou do individualismo.
    Note: individuação…
  • G. shared from O Eu e o Inconsciente Vol. 7/2 (Portuguese Edition) by C G Jung
    Individualismo significa acentuar e dar ênfase deliberada a supostas peculiaridades, em oposição a considerações e obrigações coletivas. A individuação, no entanto, significa precisamente a realização melhor e mais completa das qualidades coletivas do ser humano; é a consideração adequada e não o esquecimento das peculiaridades individuais, o fator determinante de um melhor rendimento social.
    Note: Aí a diferença sutil, q gera tantos conflitos. Nem individualismo, nm todos por poucos…individuação…
  • G. shared from O Eu e o Inconsciente Vol. 7/2 (Portuguese Edition) by C G Jung
    quando a meta do prestígio – o reconhecimento geral – for alcançada. A pessoa se torna então uma verdade coletiva e isto é sempre o começo do fim. Obter prestígio é uma realização positiva, não só para o indivíduo favorecido como também para o clã. O indivíduo se destaca por suas ações e a maioria pela abdicação do poder. Enquanto esta atitude requer luta para sua consecução e manutenção contra influências hostis, o resultado se mantém positivo, mas quando não houver mais obstáculos e o reconhecimento geral for atingido, o prestígio perde seu valor positivo, transformando-se,...
    Note: Jung fala sobre o ciclo de vida do poder… O começo, o fim e o recomeço…
  • G. shared from O Eu e o Inconsciente Vol. 7/2 (Portuguese Edition) by C G Jung
    Quando a sociedade, como conjunto, necessita de uma figura que atue magicamente, serve-se da vontade de poder do indivíduo e da vontade de submissão da massa como veículo, possibilitando assim a criação do prestígio pessoal.
    Note: Mais um destaque…
  • G. shared from O Eu e o Inconsciente Vol. 7/2 (Portuguese Edition) by C G Jung
    O homem de hoje, que se volta para o ideal coletivo, faz de seu coração um antro de criminosos.
    Note: E não é que é isso mesmo? Jung acaba de me fazer ter vontade de comprar toda sua bibliografia!
(SP, Brazil)
G. Minarelli